pessoal São Paulo - SP

Abrindo a casa!


Meu nome? Fernando… Registrado Fernando Augusto Capellato. Fê, Nando, Fefê, Fernandinho para os amigos e amores.


Desde pequeno eu sabia muito bem o que desejava pra minha vida. Queria ter meu trabalho, minha casa, minha família, esposa… E queria ser pai.


Mas claro, quando somos crianças, sonhamos, fazemos planos, que na maioria das vezes não acontecem como o planejado. Se não, não nessa ordem, não no tempo esperado.


Muita coisa aconteceu. À pensar agora, muita mesmo.


Na faculdade, me formei em Comunicação – Rádio e TV. Ali, meu primeiro contato técnico com a imagem e a luz.


Mas no princípio, o som me pegou pelo estômago. Trabalhei em rádios e estúdios de São Paulo.


Voltando à falar de amores, nesse meio tempo conheci meu primeiro amor. A Fê… pois é, Maria Fernanda. Minha amiga, minha mulher, meu chão.


Os planos começavam a se concretizar. Casei, tinha a minha esposa, um lar…


E a vida me trazia um novo desafio: o financeiro. O prazer que o “rádio” proporcionava não me dava “o pão” que eu desejava. O mundo “rádio” ficou em mim por vários e longos 8 anos.


Mudei! Radicalmente. Fui trabalhar em uma Metalúrgica, esquecendo, ou melhor, hibernando todo o lado artístico e criativo que meu horóscopo e numerologia dizem que tenho.


Mas não foi de todo ruim. Aprendi muito com os conflitos e desafios desse ramo que era “marciano” no início. Com lógica e bom senso, me saí melhor do que muitos executivos e técnicos experientes.


Mas o “bichinho da criação” queria me puxar de volta, eu o mantinha ali, hibernando.


Melhoramos, já pensávamos em mudar de apartamento, mas faltava o meu outro desejo: ser pai.


Esse deu trabalho. Tivemos 2 abortos. Depois de pesquisar e ir a vários médicos, descobrimos que tínhamos um problema de compatibilidade imunológica. Tratamento, tentativas, mais um aborto… Novas tentativas…


Fomos agraciados. Nossa princesa veio pequena, prematura… mas linda, cheia de saúde, iluminando todos os nossos dias. Camila.


Mas como todo mundo sabe, essa vida é cheia de surpresas. Depois de hibernar por um longo tempo, o “bichinho da criação” começava a querer acordar. E acredito que deva tudo isso à minha pequena Camila.


Pai de primeira viagem quer registrar tudo, e não foi diferente comigo. A diferença é que me reencontrei. Também, com essa modelinho particular! É ela nas fotos “PESSOAIS”.


Outra encruzilhada. Fico no emprego estável ou sigo meu sonho?


O coração, a alma e o estômago falaram mais alto.


Resolvi investir. Fiz vários cursos, fotografei muita festa de amigo, investi em equipamento, até que a coisa ficou séria. A fotografia me fez voltar à sonhar.


E sonho, como sonho! Sonho junto com as famílias, com a as crianças, com as mamães e papais que fotografo. Adoro isso! Fazer parte e registrar a lembrança de todas essas famílias. Afinal, o que fica é a saudade e a história de cada uma delas.


Hoje tenho orgulho em responder: “Qual a profissão?”


Fotógrafo. Feliz por registrar vidas, sorrisos, emoções e lágrimas. Feliz por simplesmente ser fotógrafo.


P.S.: Fê… Obrigado por me ajudar e me incentivar a fazer a escolha certa. Sem você não teria conseguido acordar o “bichinho” que estava em sono profundo. Um agradecimento especial aos meus pais, Luiz Fernando e Gilda, e ao meu irmão Douglas e cunhada Talita, que me dão a maior força nessa jornada. Um beijo especial à família que ganhei quando casei: meus novos pais Anchieta e Helena, meus cunhados Vinícius, Luciana e Ivan, sem esquecer meu sobrinho Rafa, que junto com minha pequena Camila, são meus maiores modelos.


Amo vocês!!!


- See more at: http://www.fernandocapellato.com.br/2012/04/#sthash.nsua0gwC.dpuf


Abrindo a casa!